sexta-feira, 23 de junho de 2017

Capítulo 4: Jonas Prega à Cidade de Nínive




Introdução

Neste capítulo analisaremos pontos importantes, do capítulo 3, do Livro de Jonas, da ida do Profeta à Niníve. Importante firisar que neste capítulo trataremos da missão evangelística dele na cidade. Veremos como a mensagem de Jonas, mediante à Palavra do Senhor produziu efeitos vitais para a população de Nínive.

I. Jonas sai do ventre do Grande Peixe

Depois de três dias e três noites (Jn1.17; Mt 12.40), Jonas sai do ventre do Grande Peixe pela ordem dada ao Senhor (Jn 2.10). O Senhor está plenamente no controle de tudo (Sl 139), Desde a criação do Céu e da Terra (Gn 1.1) até a ordem de algo sair de um Grande Peixe (Jn 2.10). Esse é o nosso Deus (Is 42.8).

II. Jonas prega à Cidade de Nínive

Depois de ter saído do ventre do Grande Peixe pela ordem dada pelo Senhor, Jonas prega aquilo que o Senhor lhe disse (Jn 3.1,2). A mensagem do Senhor deve dirigir as nossas vidas. Não a palavra ou ideías de homens, mas a própria Palavra do Deus Vivo que conduz a nossa caminhada. E Jonas  pregou a mensagem que o Senhor mandou pregar(Jn 3.4), e o resultado não seria diferente: a Glória do Senhor.

III. O Povo se Arrepende

Diz a Palavra do Senhor, que depois de Jonas ter proferido esta pregação, os homens de Nínive creram em Deus (Jn 3.5-9), e pela ordem do rei de Nínive, que se cobriu de saco e se asentou na cinza (Jn 3.6), proclamou um jejum para toda a nação e clamor ao Deus Vivo. Mudança de vida, mudança de caráter, e conversão dos maus caminhos, só tem e só haverá efeito quando derramamos nossas vidas por completo ao Senhor.

Conclusão

Diz a Palavra de Deus que o Senhor se compadeceu do povo de Nínive, pelo ato de verdadeiro arrependimento e clamor ao Senhor. Não será presidentes e governadores que irão mudar este país. Ou debates acadêmicos que produz mais discussão do que soluções. As cidades, os países e as nações só terão progresso verdadeiro e genuíno mediante ao verdadeiro arrependimento e clamor ao Verdadeiro Deus Vivo (Pv 28.13; At 3.19).

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Um Ensinamento valiosíssimo do Senhor Jesus



O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca (Lucas 6.45).

No início de seu ministério terreno, o Senhor Jesus, citou uma parte do Sermão da Montanha encontrado na íntegra em Mateus 5-7. E entre muitos ensinamentos ao qual o Mestre passou para seus discípulos, está um que é de caráter moral e espiritual para a vida de todos. Principalmente quando lidamos com diversas mudanças na sociedade, e nas famílias, aonde a Palavra do Senhor tem perdido seu espaço, o Senhor nos alerta sobre o cuidado com nossos corações e que entra dentro deles e o que sai deles. A mídia, muitas pessoas fora da vontade do Senhor, notícias controvérsias, o aumento do paganismo generalizado e polêmicas envolvendo muitos crentes, tem contribuído para que os perigos que nos rodeiam adentrem aos nossos corações cada vez mais, e com mais intensidade de influência maligna. O Senhor Jesus, em uma ocasião em seu precioso ensinamento, disse ao respeito dos olhos e do coração:

A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; (Mateus 6.22).

Os olhos mostram muitas coisas à nós. Mostram coisas tanto boas quanto más. Por isso o Senhor nos orientam a atentarmos para coisas boas. A Palavra de Deus, boas conversações, bons relacionamentos contribuem para uma conduta aonde nossas visões iluminam nossas vidas. O coração apenas se orienta por aquilo que vemos e ouvimos. Por isso o Senhor nos orienta a colocarmos dentro de nós, coisas boas, frutíferas e que possam gerar frutos. No coração há o perigo de guardarmos coisas ruins, negativas que possam contaminar outras pessoas com sentimentos ruins. Que roguemos sempre ao Senhor para que coloque dentro de nós coisas boas, como a sua Palavra (Jo 1.1; Mt 4.4), e ilumine sempre os nossos caminhos (Sl 119.115). Como diz o Apóstolo Paulo:

A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.  Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação (Romanos 10.9,10).


sexta-feira, 16 de junho de 2017

Comentário Bíblico Mensal - Junho/2017 - Capítulo 3: Jonas no ventre do Grande Peixe




Introdução

Jonas mesmo ter ouvido a voz da Palavra do Senhor persistiu em ir por um caminho diferente: para Társis. O mais triste aqui não foi ele ter ido por um caminho diferente, mas não foi dado ouvidos à voz da direção de Deus. Veremos neste capítulo, à partir do versículo 4 do capítulo 1 até o capítulo 2 do Livro de Jonas, o que aconteceu neste período longe da direção do Senhor.

I. Jonas no Barco

Jonas não acreditou que não há lugar para se escapar de Deus. Ele encontrou um barco que podia levá-lo a milhares de quilômetros para longe de Nínive, mas ele não podia esconder-se de Deus. O Soberano de quem ele tentou fugir mandou uma tempestade que quase tirou a sua vida.

II. A Tempestade e o Grande Peixe

Jonas achou-se no meio do mar depois da tempestade e logo após, na barriga de uma grande peixe, porém nunca achou um lugar onde Deus não o pudesse ver. Deus sempre sabe aonde estamos e em que situação estamos. Que possamos confiar mais na direção do Senhor.

III. Baleia ou Grande Peixe?

A expressão hebraica traduzidas por algumas versões como "baleia", significa no original: "Grande monstro marinho". A palavra grega não significa "baleia", mas "criatura marítima", isto é, algum grande peixe. Esse grande peixe é cuidadosamente distinguido da "serpente" sinistra do mar (Am 9:3) - também chamada "Leviatã" (Is 27:1) - E do "monstro das profundezas". (Jó 7:12; Sl 74:13; Ez 32:2).

IV. A Oração de Jonas

A Bíblia conta que Jonas, após ter sido lançado no mar, foi engolido por um grande peixe e ficou lá por três dias (Jn1.17; Mt 12.40). A vida dele, porém, começou a ser transformada quando, dentro da na barriga do peixe, ele decidiu fazer uma oração. Da mesma forma, Deus também pode mudar a sua vida através da oração. Você nunca está tão perdido que não possa ser encontrado pelo Senhor!

Conclusão

Deus pode te tirar das piores profundezas se você clamar a Ele.