terça-feira, 5 de setembro de 2017

Comentário Bíblico Mensal: Setembro/2017 - Capítulo 1 - A Instituição da Família


Introdução

Ao falarmos da instituição da família lembramos que todo instituição é instituída e idealizada por alguém. As páginas das Escrituras Sagradas revelam que Deus é o idealizador da família sendo a família uma instituição divina.
A família instituída e idealizada por Deus tem seu padrão contendo um pai, uma mãe e os filhos desse casal. O casamento monogâmico e heterossexual foi divinamente estabelecida no Éden e confirmado por Jesus como uma união vitalícia entre esse casal em amoroso companheirismo. Para o cristão, o compromisso matrimonial é com Deus e com o cônjuge. Sendo uma união entre Deus, o marido e a esposa. Salomão disse que esse cordão com três dobras não se rebenta com facilidade Ec 4:12 ARA.
Amor mútuo, respeito, honra, respeito e responsabilidade constituem a estrutura dessa relação. 
Aos pais cabe a criação e educação dos filhos, formando cristãos e cidadãos éticos e morais baseando-se eles na Palavra de Deus como o guia seguro para tal formação. Para tal, os pais devem ser exemplos vivos a serem imitados pelos filhos. Os filhos devem ser ensinados a honrar os pais e amar e temer ao Senhor. Deus abençoe a família e deseja que seus membros se ajudem mutuamente a alcançar a maturidade.

I. Família: Um Projeto de Deus

A família é um projeto de Deus. Quando a família segue o ideal divino só tende a ser abençoada e prosperar. A família foi instituída no Éden e permanece essa família como o modelo divino das relações familiares e da própria estrutura familiar. Atualmente o lar é ou deveria ser uma escola onde a imagem de Deus é restaurada no homem caído. 
O lar representa a moldura primária dessa restauração. Dentro do círculo familiar, pai, mãe e filhos podem expressar-se plenamente podendo cada um preencher as necessidades afetivas dos demais. O ser humano precisa amar e ser amado, dentro da família essas necessidades podem e devem ser preenchidas. No sexto dia da criação, Deus criou homem e mulher (Gn 1:26-27). Deus honrou o primeiro casal os distinguindo de toda a criação e os criou à Sua imagem e semelhança. Honrou novamente esse casal dando-lhe domínio sobre toda a criação. Deus também os abençoou para que eles se multiplicassem e povoassem a Terra (Gn 1:28). Desse primeiro par veio toda a raça humana. Somos todos descendentes desse casal e essa relação conjugal deve ser o modelo para toda as outras relações em todas as gerações. 
Ao afastarem-se os homens do ideal família instituído por Deus as famílias deixam de dar certo, as relações conjugais acabam ruindo e os pais perdem a autoridade sobre seus filhos que por sua vez perdem o respeito pelos pais e toda a família é arruinada. Vemos nos noticiários filhos que matam os pais, algo que também já havia sido profetizado por Paulo em 1 Timóteo 1:9. Vemos nos mesmos noticiários país que matam os filhos, maltratam ou não lhes dão o devido amor e ensinamento.
A família planejada de acordo com os ideais divinos pode representar uma relação onde se obtém grande felicidade. Caso contrário, pode também ser fonte de grande sofrimento. A vida familiar cristã é harmoniosa e os princípios do cristianismo são exemplificados na prática, revelando o caráter de Deus. 
Infelizmente, por não compreendem o ideal divino e não planejarem a vida familiar de acordo com esse ideal, muitas famílias desgraçadamente manifestam as disposições de corações egoístas e egocêntricos gerando frustração, discussões, rebeldia, mágoa, revolta, rivalidade, ciúmes, ira e até crueldade. Essas características não refletem o ideal de Deus, Jesus disse que não foi assim desde o princípio Mt 29:8.

II. O Propósito da Família 

A família como uma instituição divina tem um propósito moral e espiritual elevado. O propósito da família é o relacionamento satisfatório do homem com o homem e do homem com Deus. Através da família nossas necessidades físicas, afetivas e espirituais são satisfeitas. As necessidades básicas do ser humano são preenchidas no círculo familiar. Em Mt 22:36-40 Jesus citou os dois grandes mandamentos da Lei relatados em Dt 6:5 e Lv 19:18 que são o amor a Deus e ao próximo. Essa relação familiar onde Deus reina supremo reflete esses dois grandes princípios morais onde as necessidades humana são plenamente satisfeitas. Cumprindo os dois grandes mandamentos no círculo familiar os propósitos de Deus para com a família atingem seu ideal. Infelizmente não se investe na vida familiar e, longe do propósito de Deus temos milhões de famílias arruinadas numa sociedade beirando a loucura que proíbe Bíblias nas escolas, mas as liberam nas cadeias. Onde os pais investem fortunas para libertar filhos dos presídios, mas não se investe em passar tempo de qualidade com os filhos e nem em uma educação de qualidade. 
O propósito de Deus para o casal é que ambos sejam um (hebraico echad) (Gn 2:24) como Deus é um (hebraico echad) Dt 6:4. A mesma palavra hebraica usada para a harmonia e unidade entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo é usada para com o propósito de Deus para a relação conjugal. Suas características físicas são complementares e suas funções são cooperativas. Ambos, homem e mulher são bons(Gn 1:31), e da mesma forma seus diferentes papéis. 
Deus poderia povoar a Terra sem criar homem e mulher, conforme demonstrado na reprodução assexuada de algumas formas de vida animal, porém, Deus fez dois indivíduos que se completavam, cada um deles contendo o que faltava no outro. Homem e mulher se complementam, se completam, por isso um casamento entre pessoas do mesmo sexo não se enquadram no ideal de Deus. Nem o homem é independente da mulher e nem a mulher é independente do homem (1 Co 11:11). 
Sendo a família um propósito de Deus, deve em humildade seguir o planejamento idealizado por Deus e descrito em Sua Palavra.

III. A Família aos Pés do Senhor

Sem Deus não pode haver sucesso na vida familiar. Sendo Deus o idealizador da família não há razão para o homem querer deixar Deus e Suas instruções fora da vida familiar. A família deve estar aos pés do Senhor, sob Sua amorosa substituição. Se você está preocupado com o êxito de sua família inclua Deus na família. 
Muitas necessidades humanas de felicidade podem ser satisfeitas no círculo familiar. Ali podemos encontrar as coisas que todos nós anelamos. Com pai e mãe buscando a Deus diariamente pedindo sabedoria para dirigir seu lar sob a Palavra de Deus, Deus se fará presente e os filhos crescerão sob o temos do Senhor com suas personalidades se desenvolvendo plenamente. 
A Enciclopédia do Livro Mundial de 1973 (em inglês) diz: "A família é a mais antiga instituição humana. De muitas maneiras, ela é a mais importante. É a unidade básica da sociedade. Civilizações inteiras sobreviveram ou desapareceram, dependendo de se a vida familiar era forte ou fraca".
Uma família familiar forte só pode ser forte com o Deus Forte Is 9:6 a regendo. Em Cristo todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos (Cl 2:3).